Eu poderia dizer-lhe…

O amor é natural e real
Mas não para você, meu amor, meu amor não esta noite
O amor é natural e real
Mas não para pessoa como eu e você, meu amor

Oh Mãe, posso sentir o chão caindo sobre a minha cabeça

Todas as pessoas, andando de cabeça baixa, com seus medos e preocupações,
Eu poderia escrever sobre meus medos, angústias, mas vou escrever sobre o meu Amor,
Que minha alma se engrandece nos dias que eu falo com ele, por mais que,
Não passe apenas de meu Amor, que não seja correspondido, não importa,
Eu poderia escrever sobre minha solidão, embalada em garrafas de vinho na beira de um rio,
Eu poderia escrever sobre a noite, embaixo do luar que eu pedi a Deus,
Ou aquilo que eles dizem por aí que nos protege, eu não sei, meu Amor eu não sei…
Mas eu pedi para que a cada dia que acorde que abra esses olhos e se sinta bem!
Eu quero este teu sorriso de canto de lábios, quando você está em paz, eu fico em paz.
E então poderia me perguntar o porquê eu lhe amo tanto, e eu apenas poderia dizer,
Que apenas aceite o meu carinho e não faça mais perguntas, pois eu posso chorar,
Ou simplesmente não conseguir exprimir em palavras o ano que eu passei em silêncio,
Dentro de minha mente, seu rosto sempre foi o quadro mais belo que meus olhos viram,
E você pode não entender, eu não imploro que me entenda, mas aceite de bom grado,
Meu coração simples, puro, eu não posso, minha alma bela, obrigar a amar-me,
Eu não posso obrigar que venha e me tome pelos braços, que me beije sem que eu peça,
Eu poderia dar-lhe as chaves do meu coração, mas apenas se você me estendesse suas mãos,
Eu poderia cantar-lhe uma canção, escrever mil poemas, mil textos, eu poderia dançar…
Eu poderia olhar a estrela mais próxima e pedir que ela me trouxesse o brilho de teus olhos
Eu tentaria pegar o brilho de milhões de anos dela e levar pra ti, e pendurar na tua janela,
Mas eu não posso, eu apenas olho pra ela e digo que eu te amo e que meu Amor é real,
Eu posso apenas olhar aquele luar na madrugada e pensar o quanto eu gostaria,
Que estivesse comigo naquele momento, tomando um vinho e falando besteiras,
Aquelas besteiras que talvez somente eu e você entendesse, e então poderíamos rir,
E o seu sorriso seria a coisa mais bonita que eu veria naquela madrugada e meus olhos talvez,
Escorreriam lágrimas sinceras de emoção, pois aquele momento eu sempre esperei,
Mas eu me contento apenas com fotografias, seu sorriso e olhos em pixels,
E isto será talvez a única coisa que eu posso ter, porque eu tenho medo,
Tenho medo de chegar a ti e dizer “Eu te amo”, seria vergonha?
Não meu Amor, é apenas o fantasma da rejeição, e a saudade que pode ficar,
O maldito medo que você possa nunca mais conversar comigo, como se tivesse dó,
Como se o fato de acreditar por estar por perto me faz sofrer, mas pelo contrário,
Quando você está por perto, minha alma sorri, brilha, ri, dá uma gargalhada gostosa,
E mesmo que você me diga que você não tem nada demais, eu lhe digo que está errado,
Eu posso dizer que meu julgamento está de acordo com as leis do universo,
E então você não pode negar… Não que minha verdade seja a verdade absoluta,
Mas justamente porque nunca fui tão sincera, e a sinceridade surpreende, muitas vezes,
Você me surpreendia quando eu lhe olhava, pelas manhãs esperando ônibus sentado num velho banco,
Nos últimos bancos daquela rodoviária podre da nossa cidade, e eu mal sabia,
Que aquele ao qual eu contemplava a beleza, foi a visão mais linda de minha infância,
Eu e minhas luvinhas brancas, compradas por meu pai de última hora, eu era tua consciência,
E hoje aquelas luvas não me servem mais, mas tu cresceste e se transformou neste Homem,
Tão tímido, muitas vezes inseguro, mas um homem que me cativou e desde então, meu Amor,
O som dos teus passos, seu sorriso e sua conversa, são como a mais bela música, e eu lhe disse
Meu Amor, que você me inspira!E eu agradeço por ter surgido em minha vida, tão de repente
Por mais que você surgiu no momento mais caótico, você me trouxe forças, para recomeçar,
E então tu me fizeste conhecer coisas belas, me fez acreditar que ainda existem pessoas,
Que enxergam a beleza nas pequenas coisas, como a beleza e o poder de um dia de chuva,
Até então, eu me sentia sozinha neste mundo, com minha xícara de chá, sentada na janela,
Vendo as gotas de chuva escorrendo lá fora, o vento balançando as folhas…
E eu poderia, dizer-lhe hoje “Eu te amo”, eu poderia dizer-lhe amanhã: “Eu te amo”,
Mas eu lhe digo “Eu te amo” todas as noites, timidamente, como um segredo…

 

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s