Cherbourg

Et mes jours étaient plus beaux …

Olhos castanhos que falavam comigo, e um sorriso de canto de boca. Eram assim, as tardes de domingo, chamando você para nossas caminhadas noturnas. Eu te chamei para caminhar nas ruas de Cherbourg, timidamente pedi que continuasse escrevendo teus belos poemas. E então sadicamente você me escreveu, era algo a ver com náufragos, e então eu pergunto, porque me abandonaste, assim, no cais? E eu sinto saudades, dos nossos passeios pelas ruas tristes de Cherbourg. Eu poderia pedir para que ficasse, que amarrasse seu barco no meu cais, poderia ser apenas um velho amigo, mesmo eu querendo ver toda a beleza de teus olhos nus novamente, e aquele sorriso petulante de canto de boca, quase proposital. E então por um tempo, eu perdi esse teu sorriso, teus olhos de tempestade, suas histórias engraçadas, esses teus olhos que falavam comigo.

Speak to me only with your eyes,

 

dizia uma canção, que me faz lembrar de nossas conversas até o alto da madrugada. Ninguém havia até então reconhecido a beleza de um dia chuvoso, e nem o poder de uma canção sobre o Amor e dias chuvosos. E quando me disse que adorava o vento de uma tempestade, sobre estrelas e complexidades do universo, foi como se eu voltasse a ser uma criança apaixonada novamente. E então, por dias e dias eu sonhei contigo, e estávamos em Cherbourg. Faz tempo, que eu perdi teu sorriso, e há um nevoeiro de dúvidas e perguntas sem respostas entre nós. E eu te amaldiçoei, nas ruas de Cherbourg, aflita, eu vi sua imagem refletida em um lago, e então por um instante eu relutei, e disse ” eu vi tua imagem desmanchar, e então meu Amor estava em pedaços, feito um espelho quebrado, e eu recolhi todos os cacos, e fiz dele um fractal, complexo, incompreendido pelas almas desse mundo, são apenas cálculos complexos a formar uma imagem doce e tão distante. E neste fractal tão frágil, eu carreguei comigo silenciosamente pelas ruas chuvosas de Cherbourg…

Bem faz muito tempo
Desde que te vi sorrir
Joguei fora o meu espanto
Até de manhã as luzes brilham

Manhã de domingo
Só nevoeiro nos membros
Eu chamei novamente
O que você sabe?
E eu preenchi nossos dias
com cartas e gin
Você está acesa novamente, minha querida.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s