Reach for it

Se nós vamos fazer
Atravesse esse rio vivo
Precisamos pensar como um barco
E ir com a maré

O que estamos fazendo, enquanto os rios correm em direção ao mar?
O que estamos fazendo, desperdiçando sorrisos por preocupações mesquinhas?
Vamos encontrar nossas razões perdida, abandonadas num latão de lixo,
Talvez nos sentiríamos melhores se nossos olhos guiassem nossas almas,
Mas estamos tão cegos a frente de todos os problemas do mundo,
Que nos esquecemos de quem realmente somos e o porque de estarmos vivos

Dê-me a mão, e talvez vamos poder sair por aí, rindo de nossas desgraças.
Sorrindo por motivos torpes que antes nos davam raiva, a vida passa, rápido,
Como os ponteiros de um relógio apressado, rápido como o vento de uma tempestade.

E este silêncio nos deixando imune, quietos, junto ao medo de nossas almas,
Tão inquietos, e então podemos dizer falsamente que está tudo bem,
E que as nossas águas estão calmas, mas na verdade, apenas sabemos,
Que nossa mente está como um oceano revolto, violento, inquieto,
E a nossa vontade de ficarmos sozinhos, na escuridão somente os pensamentos,
E então distribuímos falsos sorrisos, fingimos que está tudo bem, e então
Quando todo mundo vai embora, respiramos os ar de liberdade que há tanto,
Tanto tempo deixamos pra trás, um cheiro triste mas porém reconfortante.

E neste silêncio escrevemos nossa paz, com crayons de dúvida…

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s