Desmistifique-me

Desmistifique-me, tire meu véu absorto em meus desejos,
Sou véu de alma inconstante, desejo em chama,
Os anjos escutam e tocam com suas liras envenenadas,
O belo frêmito ensurdecedor do meu desejo mais íntimo,
Toque-me como um fruto proibido da casca lisa e brilhante.

Meu corpo lhe pede sua mão que acalma, linda alma,
Deitaste em meu colo e eu lhe acariciei os cabelos e beijei tua face,
E em um louvor carnal nossos corpos se entrelaçaram,
E as nossas chamas de desejo se misturaram na carícia do sexo,
E agora o Tempo consome meu êxtase e transforma-o em saudade,
Tempo…desmistifique-me…
Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s