Nessa velha esquina

As ruas continuam com as luzes amarelas, envoltas em neblina,
Há uma mulher esperando seu velho homem na esquina
E enquanto os carros passam em alta velocidade,
Ela sente frio, ela ama como mulher, toda a paciência do mundo,
Ela apenas espera seu velho homem, e ela não se importa,
Talvez ele nunca apareça, mas o sorriso tímido desta mulher,
Sempre, será para este velho homem, naquela velha esquina, em qualquer lugar,
Essa mulher, espera reencontrar…ela apenas sente amor, não importa,
O inverno se aproxima, ela sente frio, e na próxima primavera,
Ela estará esperando seu velho homem com uma rosa nos cabelos.

Esse velho homem…nessa velha esquina.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s