Beautiful

Estamos correndo, andando, jogando papéis no chão,
E estamos com pressa, deixando as coisas belas de lado.
Há uma criança sorrindo com sorvete na mão, não é lindo?
Ela está com os lábios sujos, camisetinha suja,
Há um homem lendo jornal, ele reclama da inflação,
E dores, cotações de dólar, guerras e celebridades.


E tem uma mulher que todas as manhãs ela cuida do jardim.
Ela me vê e começa a conversar, e ela está sempre feliz,
Sempre dizendo que ganhou uma nova flor, e isso é Beleza pra ela,
Então, ela me mostra um girassol, tulipas e suas roseiras, e ela diz:
[“Todos os dias eu rego minhas flores, menos em dias de chuva”]
Está chovendo agora, e então eu sei que amanhã ela não regará as flores.


 E continuamos assim, andando por calçadas esburacadas,
Reclamando de preços, política, trabalho e sem tempo,
Sem tempo para viver, sem tempo para respirar.
Cadê o poder?Ninguém enxerga as pequenas coisas,
Ninguém enxerga o poder das pequenas coisas,
E eu me pergunto…Porquê?Seria isso tão difícil?


Eu acredito numa Força maior, eu acredito na mágica,
Eu acredito no sorriso, nas coisas triviais, na beleza do inesperado,
Eu acredito naquela criança que tem medo do escuro,
Eu acredito nela, quando ela diz que tem monstros no quarto.
Quem poderia tirar a beleza de seu medo?O que nos amedronta, dizem…
[O que nos amedronta, nos torna mais fortes um dia]


E eu acredito na felicidade da mulher com um balão de criança,
Ela comprou num parque urbano e vai dar ao seu filho,
E ela diz: “Não solte o balão, senão você perderá.”
E eu me lembro que quando eu ganhava esses balões,
Eu soltava eles da mão quando entrava no quarto.
E então eu ficava pulando na cama para alcançá-los.


[Mamãe ficava brava e me colocava de castigo]
[E hoje então, ela ri da situação e isso será algo bonito na memória]


E todo mundo sabe que as coisas bonitas estão aí,
Dançando muitas vezes na nossa frente, consegue ver?
Coisas belas querendo chamar a atenção, e nada então fazemos,
Estamos sempre a reclamar, blasfemar, desdenhar,
E eu tento entender, porque somos tão pequenos?



Andei escutando muito uma música, todos os dias, e ela me faz pensar nisso, na nossa mania de ignorar as coisas bonitas…


“Everybody knows that we live in a world

Where they give bad names to beautiful things
Everybody knows that we live in a world
Where we don’t give beautiful things a second glance
Heaven only knows we live in a world
Where what we call beautiful is just something on sale
People laughing behind their hands while the fragile
And the sensitive are given no chance…”


 
 
Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s