Omnem crede…

Oh Love slips her hand inside my hand
Oh Love slips her hand inside my hand
I don’t care if you don’t want me
I’m yours I’m yours right now

Pessoas gritando, pessoas correndo, crianças correndo em círculos.

Há a pressa, há o ódio, existem os sorrisos, brancos, amarelos e sem os dentes.

Dia após dia, as pessoas cumprem seu destino, num lugar, em seus lugares.

Algo onde se pode chamar de seu, aquele lugar onde existe Amor,

E este lugar pode ser o único que nos resta, o único onde as flores nascem.

Quando a noite chega, eu gosto de deitar meu corpo cansado, e respirar fundo,

Pois um novo dia surgirá coberto pela minha incerteza, por erros de percurso.

Estamos muitas vezes caindo em percursos errados, caminhando em vielas perigosas,

E somente um passo em vão, um minuto a menos, uma palavra… e então tudo se perde.

Na contramão do destino tentamos todos nos abster, porque o destino muitas vezes,

Não é aquilo que nos agrada ao coração, ou que nos traz um sorriso,

Nesse destino, dando um passo de cada vez, as lágrimas nos rolam dos olhos,

Minha face tem um sorriso, mas ela fica molhada e salgada às vezes,

E nesse lugar que eu amo eu tento compreender, a graça, o limite,

E em passos desnorteados de dança, sem sincronia, eu vejo que nós estamos na deriva.

E eu estou procurando meu Farol, eu o vejo de longe, mas a maré me leva de volta.

E nesse mar revolto, meu barco está ancorado, e a minha espera é calma como a chuva,

Eu vejo ao longe a orla da praia nos pés do Farol, mas a tempestade em alto mar,

Está embaçando meus olhos, tentando me afogar, junto com minhas palavras mal escritas.

Enquanto escrevo esses versos irregulares, pessoas falam ao celular…

Um momento após o outro, uma palavra, uma frase, um contato

Sonhos atrás de outro sonho, envelhecendo a cada respirar.

E eu peço a Deus apenas um pouco mais de Paciência,

Que eu tenha a serenidade dos anciões, em tempos de incerteza.

Que a ignorância não me cegue os olhos, e que meu Amor não seja em vão.

Quando eu olho todas as manhãs para o céu, quando eu olho as estrelas lá em cima,

Eu peço a Deus, aonde quer que ele esteja, o que quer que Ele seja,

Que meus erros me tornem mais forte, que não amaldiçoe minhas linhas tortas,

Que entenda meu Amor como algo puro e frágil, mas ao mesmo tempo Forte e voluptuoso

Porque quando falamos de Amor, nós temos o Céu e o Inferno, compreensão e fogo.

Que Deus entenda e continue me fazendo uma Mulher sem medo,

Que a Face que eu ofereço pra bater, esteja sempre saudável,

Pois sou uma Mulher forte , uma mulher com desejos,

Eu tenho a intensidade de uma orquestra de músicas de banda de rock

Tenho a saudade de uma criança que perdeu o cão, emoções doces

Estou em paz agora, plena, sozinha e com meu Amor no peito.

E Deus sabe, que cada noite que eu me deito, eu não lhe peço nada,

Apenas agradeço, apenas agradeço por ter tido mais um dia.

E não me importa se este dia foi bom ou não,

A vida é uma caixa de surpresas, há dias bons e ruins,

Eu não preciso pedir nada, porque Deus sabe,

Deus sabe que quando eu deito meu corpo cansado,

Eu estarei sempre esperando, na sensatez e incerteza dos meus dias,

Estarei esperando…de olhos fechados, por dias mais doces…

Estarei esperando minha linda e selvagem criança,

E então veremos juntos tudo aquilo que é bonito, e o que os olhos alheios não vêem.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s