Random memories

Amanheceu na praça de março. Os sábios continuam jogando suas cartas, falando sobre doenças e bailes da terceira idade. Algumas coisas nunca mudam, as praças continuam com seus carrinhos de pipoca, os velhos sábios e franzinos continuam jogando xadrez, cartas e dominó. “Meu filho quer me colocar no asilo…Deus me livre, eu não quero, eu não quero!O filho que eu tanto amei…quer me jogar em um asilo…o filho…meu filho!”

————————————

Estou trabalhando muito nesta última semana. Deus sabe o quanto estou cansada!Eu olho meu rosto no espelho e ele está deteriorado. Estou com olheiras…me sinto cansada. Todos os dias, todos os dias eu me canso. Minha mãe sempre me diz: “Mente vazia, oficina do Diabo”. E então eu me ocupo. O máximo possível. E quando eu chego em casa, tiro meus sapatos e tomo um banho frio, a oficina do diabo volta a todo vapor…assim…triste. Tem coisas que não há solução. Quando você mergulha no inferno, você não quer mais sair. É isso que eu penso quando se Ama alguém. Para esquecer, temos que ocupar a cabeça com algo que nos canse…mas na calada noite…pensamentos retornam junto com o cansaço. Tem coisas nessa vida, que não tem solução. Temos apenas o Tempo e o cansaço.

—————————————————————————-

Seres humanos são engraçados, homens e mulheres. Acordo cansada, terrivelmente cansada. E de manhã eu sou incrivelmente introspectiva. Eu me calo fazendo anotações num pedaço de papel. E eu tampo meus ouvidos para não escutar conversas aleatórias. Eu apenas observo…penso e escrevo. E hoje eu pensei o quanto o ser humano gosta de se flagelar. Sabemos que isso não adianta, mas assim diminuímos nossa culpa. É como se pagássemos nossos pecados, e sabemos que isso não adianta nada. Estou trabalhando dias e noites, eu sei que não adianta…e então eu vou embora. Fecho meu caderno de anotações e sigo meu caminho. E quando chega a noite, pela janela do ônibus fretado, eu fico olhando os carros passando, a chuva caindo…os carros passando…a chuva caindo…freneticamente.

—————————————————————————————————————-

Estou rindo e ao mesmo tempo molhando o rosto. Tudo ao mesmo estranho. Eu dou risada quando tiram um sarro da minha cara, mas na verdade, por dentro eu choro. Eu dou risada quando dizem “Ana, você é solteira e bonita. Se divirta com as pessoas erradas.”, “Ana, eu tenho um amigo…”, “Ana, você tem que aproveitar para cair em altas putarias”, entre outras coisas. Eu até queria pensar dessa forma. Mas não consigo. Nunca fui leviana e casual. E não vai ser agora que vou fazer isso. Eu não preciso de um homem a cada final de semana. Eu não quero uma pessoa para fazer de objeto sexual. Eu só quero amar, e que seja sincero, e que o pecado não um pedaço de carne vermelha exposta no açougue. E que o pecado não uma farsa de final de semana. E então eu penso, porque diabos as pessoas acham que quando você é bonita e solteira você tem mais é que levar uma vidinha sem controle, sem sentido e sem respeito?

——————————————————————————–

Pessoas céticas são chatas e infelizes. Aquele que não dá a cara para tomar uma bofetada, pode até se orgulhar de nunca ter oferecido a face, pode dizer que nunca errou, que nunca agiu sem medir consequências. São pessoas fracas. Aquela que não diz o que sente, jamais poderá afirmar que nunca tentou. E as pessoas são assim, reclamam sem nunca ter tentado. E quando tentam também reclamam. No futuro, no presente…as pessoas reclamam. No futuro reclamam que aquilo que tentaram funcionou mas não deu certo. E amaldiçoam o maldito dia de terem dado a cara a bater. E no presente reclamam o quanto são tolas por ter tentado e não conseguido e que seria melhor terem ficado quietas, principalmente quando chegam aquelas pessoas chatas e infelizes: “E eu avisei que não era para você fazer isso.” E então dão milhares de soluções ridículas para o seu problema.

——————————————————————————————

Está lá um Tolo contando uma piada. As pessoas dão risada e jogam tomates no Tolo. E então o Tolo diz:

-“Ohhhhh Suzanah!Oh bela Suzanah dos olhos castanhos!Eu acredito no Amor da bela Suzanah. Ela não me diz nada, mas eu acredito. E eu estou esperando a bela Suzanah.”

E então todo mundo ri, achando que o Tolo criou uma nova piada. Todos riem cuspindo pipocas, com suas bocas mostrando os dentes podres e ao mesmo tempo lambendo os dedos imundos de terra, pois afinal, além de se divertir com a dor do Tolo, todo homem deve lavrar a terra.

E enquanto todo mundo ri, o Tolo rola no chão rindo falsamente. Mas na verdade o Tolo está chorando, porque sua dor é motivo de piada. E então a arena abre e entra um Leão. “Divirta o Leão agora!”, diz o Rei. E o Tolo sai correndo, balançando o lenço vermelho que tirou do pescoço. Ele corre em círculos, fugindo do Leão e pensando em Suzanah. E o Tolo, enquanto corre do Leão, grita alto: “Suzanah é uma rosa, e ela está numa redoma. Se vier um carneiro e comer esta rosa, não importa…eu cuidei bem de minha rosa…não importa…não importa”.

Todo mundo ri…todo mundo ri da dor comédia do Tolo. A vida é Bela e o Amor é visto como uma piada. E enquanto dão risada das crenças e sentimentos do Tolo, ele continua fingindo que sua trova é uma piada: “Ohhh Suzanah!Ohhh Suzanah!Você quer um balão?Quer um colorido balão?Você gosta de cores Suzanah?” E o Tolo gosta de cheiros…Suzanah gosta de cores…

———————————————————

“The only cribs that we should care for
Are the ones that we are here for
The ones belonging to our children
That do what we do, scar from our wounds…”
———————————————————————————————————————————————–

“Yo solo quiero caminar
como corre la lluvia en el cristal
como camina el río hacia la mar
Repicando canto al alba
a la torre de la campana
y un rayo de sol alumbra
la escarcha de la mañana.
Yo solo quiero caminar?

—————————————————————-

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s