Vou te contar um segredo…

“Within my pounding heart
which kept itself entirely for him
He fell into his sleep
beneath the cedars all my love I gave
From o’er the fortress walls
the wind would his hair against his brow
And with its smoothest hand
caressed my every sense it would allow
 I lost myself to him
and laid my face upon my lover’s breast
And care and grief grew dim
as in the morning’s mist became the light
There they dimmed amongst the lilies fair”
Eu não sei escrever poemas, mas se eu soubesse, eu escreveria um tão bonito quanto este. Eu quero te dizer “Sonhe comigo”, ao invés de um simples “Boa Noite”, eu queria ser aquele barco que te resgata do náufrago, e não meu amigo…eu não quero que me esqueça, eu te esperei a vida inteira e eu cheguei pra ficar. O meu coração permanece batendo noite adentro, meu suspiro transcende a infinitas milhas cada vez que eu te vejo, mesmo que seja apenas fotografias. Sua conversa me eleva, é todo mansa e sensual. Estou esperando…esperando a ocasião certa para poder deitar em seu peito e esperar a orvalhada da manhã, debaixo dos cedros…
Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s